Active young woman wearing tank top, standing in empowered pose against a sunny backdrop

Sabe mais sobre saúde vaginal

Sabe mais sobre as causas e os fatores de risco para as infeções vaginais e quais os seus sintomas. Encontra dicas sobre como prevenir o seu aparecimento.

Patologias que afetam a saúde íntima: ao que deves estar atenta e porquê

A saúde íntima é uma questão que afeta todas as mulheres, mas infelizmente, ainda não é suficientemente discutida. Lembra-te que não estás sozinha e que a saúde íntima não é motivo de embaraço. A maioria das doenças vaginais tais como a candidíase ou a vaginose bacteriana são fáceis de resolver, ainda que, se não forem tratadas, possam causar desconforto. É por isso que deves ter o melhor cuidado possível com a tua saúde e higiene íntimas e procurar uma opinião médica sempre que sintas que algo não está bem.

A razão pela qual deves ter especial cuidado com a zona íntima é porque a vagina é um dos ambientes mais suscetíveis ao desenvolvimento de micróbios. O pH da vagina é naturalmente diferente do pH do resto do corpo, por isso algo tão simples como usar um sabão forte pode ser o suficiente para afetar o pH vaginal. Depois existe a menstruação, em que sem a higiene íntima adequada pode ocorrer o desenvolvimento de bactérias. Além disso, algumas bactérias podem ser transmitidas durante as relações sexuais. Tudo isto são fatores que podem afetar a saúde íntima e causar o aparecimento de infeções vaginais.

As infeções vaginais podem começar com alguns sintomas, como comichão anormal entre as pernas, e, geralmente, com alterações na cor e odor do corrimento. Se notares que tens algum destes sintomas, lembra-te que nunca é boa ideia não falar sobre o assunto e esperar que desapareça. Não vale a pena entrar em pânico, já que estas doenças são comuns e facilmente tratáveis, mas é sempre recomendável que consultes o teu ginecologista quando notares algo anormal pela primeira vez.

Se não conheces bem o teu corpo, é normal que tenhas alguma dificuldade em notar se o corrimento vaginal mudou. Podes até pensar que o corrimento normal por si só já é um sinal de infeção. Contudo, o corrimento típico (transparente ou branco) é normal e um indicador que a vagina está saudável. O corpo produz corrimento para que a vagina se possa limpar e lubrificar sozinha. Contudo, corrimento com mau cheiro e com mudança de cor pode indiciar uma infeção vaginal.

Causas e desencadeadores de infeções vaginais

As infeções vaginais podem ser causadas por bactérias, fungos ou outros microrganismos. Há alguns fatores que podem tornar estas infeções um acontecimento mais provável:

  • Tomar antibióticos. Os antibióticos matam as bactérias, incluindo as benéficas, por isso não existe nada a prevenir que os fungos cresçam excessivamente.

  • Sistema imunitário debilitado. Se tens o sistema imunitário fragilizado é mais provável que desenvolvas infeções fúngicas.

  • Acidez reduzida (aumento no pH) da vagina. Acidez mais baixa na vagina leva à redução de uma série de bactérias benéficas e permite o crescimento de bactérias que provocam infeções.

  • Higiene íntima desadequada. Quando a zona íntima não é adequadamente higienizada podem desenvolver-se bactérias que provocam infeções.

  • Roupa interior apertada e não absorvente. Ao usar este tipo de roupa interior podes estar a encorajar o crescimento de fungos e bactérias por conta da humidade que fica “retida”.

Mulher jovem com cabelo escuro a usar uma blusa vermelha, numa posição confiante e a sorrir

Porque precisas de assumir o controlo da tua saúde vaginal

Podem existir várias consequências físicas e psicológicas se as infeções vaginais não forem tratadas. Muitas mulheres vêem o seu bem-estar psicológico e até as suas relações afetados pelas infeções vaginais. Além disso, infeções vaginais não tratadas podem ter impacto noutros aspetos da tua saúde. Por isso, não optes pela política do “logo se vê”, assume o controlo da tua saúde íntima e toma uma atitude para que possas voltar ao teu “verdadeiro” eu o mais rápido possível.

Como posso prevenir as infeções vaginais?

Há maneiras simples de prevenir infeções vaginais de acontecerem ou de reaparecerem e de cuidar da tua saúde íntima. A higiene regular e adequada da zona íntima é uma ótima forma de te certificares que as bactérias se mantêm equilibradas ("boas” vs. "más”). Deves lavar-te todos os dias com sabão suave e não perfumado. Alguns produtos como Gino-Canesfresh Daily são especificamente desenvolvidos para a higiene da zona íntima. Gino-Canesfresh Daily ajuda a manter o pH normal enquanto limpa de forma suave. Depois de te levares lembra-te de secar cuidadosamente a zona íntima.

Outra forma de evitar o desenvolvimento de infeções vaginais é usar roupa pouco apertada e absorvente e roupa interior de algodão. Este tipo de roupa vai permitir que o ar circule e ajudará a manter a zona íntima seca.

Também te deves lembrar da higiene após as relações sexuais. Certifica-te que vazas a bexiga depois das relações sexuais. Tomar esta precaução ajudará a remover quaisquer bactérias que possam ter passado para a uretra (o “tubo” que liga a bexiga à vulva) de forma a prevenir a cistite.

gino -canesfresh

Dermocosmético

Para prevenir infeções vaginais e cuidar da tua saúde íntima lembra-te também de:

  • Limpar-te de frente para trás quando fores à casa de banho para prevenir que as bactérias passem do ânus para a vagina.

  • Despir as roupas molhadas, por exemplo roupa de natação ou na qual fizeste exercício físico imediatamente após terminar o exercício físico.

  • Evitar duches vaginais já que isto pode remover algumas das bactérias “boas”.

  • Evitar usar jacuzzis e banhos demasiado quentes.

É muito importante que tenhas cuidados especiais para cuidar da tua saúde íntima. Usar sabões e géis de duche normais ou lavar demasiado a zona íntima pode causar desequilíbrios no pH da vagina, o que por sua vez pode causar infeções vaginais. Gino-Canesfresh oferece uma variedade de produtos que te podem ajudar nos cuidados da tua higiene íntima para que te sintas mais limpa e fresca.

Artigos Relacionados

Mulher sorridente com cabelo ruivo, a usar uma blusa verde, contente com o resultado do tratamento da Canesten para a vaginose bacteriana

O que é a vaginose bacteriana?

Sabe o que é a vaginose bacteriana (VB) e quais são os seus sintomas. Descobre quem está mais propenso a contrair esta infeção vaginal e quais as diferenças entre a candidíase e a VB. Neste artigo encontrarás também dicas para o tratamento da vaginose bacteriana e como prevenir a reincidência desta infeção.

SABE MAIS
Mulher sorridente com cabelo encaracolado, que está a usar uma blusa azul e satisfeita depois de ter experimentado o tratamento da Canesten para a candidíase

O que é a candidíase?

Sabe o que é a candidíase vaginal e quais são os sintomas mais comuns desta infeção fúngica para que a possas identificar facilmente. Podes ainda saber como tratar a candidíase e como evitar que esta se torne uma infeção vaginal recorrente.

SABE MAIS
Homem jovem e sorridente com uma blusa cinzenta, contente com o tratamento da Canesten para candidíase

Causas e sintomas da candidíase no homem

Reduz o risco de desenvolveres infeções fúngicas - sabe mais sobre os sintomas da candidíase no homem, a sua prevenção e o tratamento desta infeção fúngica.

SABE MAIS
Mulher a pensar nas respostas ao Quiz sobre candidíase

Quiz sobre a candidíase

Faz o nosso quiz sobre a candidíase e descobre o que é facto e o que é mito. Testa o teu conhecimento sobre a saúde íntima feminina e partilha os teus resultados!

QUIZ ONLINE
Senhora sorridente na pré-menopausa vestida de amarelo

O que ocorre na menopausa

A menopausa é uma fase que ocorre na vida de todas as mulheres. Encontra aqui tudo o que precisas saber para compreenderes melhor a menopausa, os seus sintomas e como podes aliviá-los.

SABE MAIS
Rapariga sorridente de chapéu com um calendário do seu ciclo menstrual

Compreender o ciclo menstrual

Compreender o ciclo menstrual é essencial para te compreenderes a ti mesma. Descobre aqui em que consiste, como funciona e tudo o que influencia o ciclo menstrual.

SABE MAIS
Rapariga de blusa clara sobre um fundo azul a questionar-se se a síndrome pré-menstrual existe

A Síndrome Pré-Menstrual (SPM) existe?

Cada mulher é única e, por isso, passará pela síndrome pré-menstrual (SPM) de forma diferente. Pode ser bastante incomodativa ou não e pode afetar tanto mulheres na adolescência como com 30 ou 40 anos.

SABE MAIS