Saúde íntima feminina | Canesten
Smiling young woman with dark hair, care-free about intimate infections

Sabe mais sobre
Saúde Íntima Feminina

A tua saúde íntima afeta o teu conforto e a tua qualidade de vida.

Canesten está aqui para te ajudar! Ao partilhar o nosso conhecimento especializado em saúde íntima feminina e ao disponibilizar um leque de produtos eficazes ajudamos-te a prevenir e a tratar as infeções vaginais e a cuidar da tua higiene íntima. Toma o controlo da tua saúde íntima e do teu corpo com Canesten!

Factos sobre a saúde íntima feminina

Bacterial vaginosis icon

A vaginose bacteriana (VB) é a causa mais comum de corrimento vaginal anormal nas mulheres em idade fértil.

icon mulher

Em média, 3 em cada 4 mulheres terá candidíase vaginal pelo menos 1 vez na vida. 1 em cada 2 experienciará pelo menos uma recorrência desta infeção.

Canesten male doctor icon

Ainda que a anatomia feminina seja mais propensa ao desenvolvimento de infeções fúngicas, os homens também estão em risco de contrair este tipo de infeções se tiverem relações sexuais desprotegidas com uma mulher que tenha candidíase.

Sabe mais sobre as condições vaginais

Sabe mais sobre candidíase, vaginose bacteriana (VB) e outras condições que afetam a saúde íntima feminina.

Sabe mais sobre saúde íntima

Mulher ativa a usar um top, em pé numa pose de poder com uma paisagem com o sol de fundo

Saúde vaginal: o que precisas saber

Sabe mais sobre as causas e fatores de risco das infeções vaginais. Sabe quais os sintomas destas infeções e encontra dicas sobre como prevenir o seu aparecimento.

SABE MAIS
Mulher sorridente com cabelo ruivo, a usar uma blusa verde, contente com o resultado do tratamento da Canesten para a vaginose bacteriana

O que é a vaginose bacteriana?

Sabe o que é a vaginose bacteriana (VB) e quais são os seus sintomas. Descobre quem está mais propenso a contrair esta infeção vaginal e quais as diferenças entre candidíase e VB. Encontra ainda informação sobre o tratamento da vaginose bacteriana e como prevenir a reincidência desta infeção.

SABE MAIS
Mulher sorridente com cabelo encaracolado, que está a usar uma blusa azul e satisfeita depois de ter experimentado o tratamento da Canesten para a candidíase

O que é a candidíase?

Sabe o que é a candidíase vaginal e quais são os sintomas mais comuns desta infeção fúngica para que a possas identificar facilmente. Podes ainda saber como tratar a candidíase e como evitar que esta se torne uma infeção vaginal recorrente.

SABE MAIS
Mulher a pensar nas respostas ao Quiz sobre candidíase

Quiz sobre a candidíase

Faz o nosso quiz sobre candidíase e descobre o que é facto e o que é mito. Testa o teu conhecimento sobre saúde íntima feminina e partilha os teus resultados!

QUIZ ONLINE
Homem jovem e sorridente com uma blusa cinzenta, contente com o tratamento da Canesten para candidíase

Causas e sintomas da candidíase no homem

Sabe mais sobre os sintomas da candidíase no homem, sua prevenção e tratamento desta infeção fúngica.

SABE MAIS
Mulher grávida alegre a utilizar uma blusa amarela e a apontar para sua barriga

Tudo o que precisas saber sobre candidíase na gravidez

Sabe como evitar e prevenir que esta infeção fúngica vaginal se desenvolva durante a gravidez.

SABE MAIS
Senhora sorridente na pré-menopausa vestida de amarelo

O que ocorre na menopausa

A menopausa é uma fase que ocorre na vida de todas as mulheres. Encontra aqui tudo o que precisas saber para compreenderes melhor a menopausa, os seus sintomas e como podes aliviá-los.

SABE MAIS
Rapariga sorridente de chapéu com um calendário do seu ciclo menstrual

Compreender o ciclo menstrual

Compreender o ciclo menstrual é essencial para te compreenderes a ti mesma. Descobre aqui em que consiste, como funciona e tudo o que influencia o ciclo menstrual.

SABE MAIS
Rapariga de blusa clara sobre um fundo azul a questionar-se se a síndrome pré-menstrual existe

A síndrome pré-menstrual (SPM) existe?

Cada mulher é única e, por isso, passará pela síndrome pré-menstrual (SPM) de forma diferente. Pode ser bastante incomodativa ou não e pode afetar tanto mulheres na adolescência como com 30 ou 40 anos.

SABE MAIS